Dia Mundial sem Tabaco reforça os cuidados em relação à Covid-19

15:45

A data, criada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e celebrada anualmente no dia 31 de maio, tem como objetivo chamar a atenção para os riscos provocados pelo hábito de fumar

O "Dia Mundial sem Tabaco", data criada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e celebrada anualmente no dia 31 de maio, reforça os cuidados em relação à prevenção de doenças respiratórias, principalmente, em virtude da pandemia da Covid-19, causada pelo novo coronavírus.

A proposta da data é chamar a atenção das pessoas sobre como podem ter uma vida saudável e proteger crianças, adolescentes e jovens sobre os riscos do uso do tabaco.

De acordo com o otorrinolaringologista, Eduardo Younes, superintendente regional médico do Grupo São Francisco, que faz parte do Sistema Hapvida, o tabaco produz efeitos muito sérios nos casos de doenças pulmonares e agrava ainda mais o estado dos pacientes contaminados pela Covid-19.

"Devido aos efeitos do tabaco, os pacientes tabagistas apresentam uma resposta mais lenta no tratamento da Covid-19, precisam de um período maior de intubação e de internação na UTI, além de terem um quadro muito mais arriscado", afirma Younes.

Além dos riscos em relação à Covid-19, a OMS alerta que o uso frequente do tabaco é o principal fator de risco para o câncer de pulmão, boca e laringe, além de contribuir para o desenvolvimento de doenças como tuberculose, doença respiratória crônica, rinite alérgica e úlcera no aparelho digestivo.

Segundo o médico do grupo São Francisco, as pessoas que convivem nos mesmos espaços de tabagistas, chamados de "fumantes passivos", também são afetados por esses riscos.

"Uma série de estudos demonstram que as pessoas que convivem nos mesmos ambientes que fumantes correm os mesmos riscos e podem desenvolver doenças respiratórias como rinite, bronquite e outras doenças crônicas", alerta Younes.

Sobre o Sistema Hapvida

Com quase 6,4 milhões de clientes, o Sistema Hapvida hoje se posiciona como o maior sistema de saúde suplementar do Brasil presente em todas as regiões do país, gerando emprego e renda para a sociedade. Fazem parte do Sistema as operadoras do Grupo São Francisco, América, Promed e Ame, RN Saúde, além da operadora Hapvida. Atua com mais de 30 mil colaboradores diretos envolvidos na operação, mais de 15 mil médicos e mais de 15 mil dentistas. Os números superlativos mostram o sucesso de uma estratégia baseada na gestão direta da operação e nos constantes investimentos: atualmente são 39 hospitais, 194 clínicas médicas, 42 prontos atendimentos, 177 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial.

You Might Also Like

0 comentários

Só libero os comentários depois de lê-los.
Se tiverem alguma dúvida, perguntem que eu responderei por aqui mesmo!
Obrigada pela visita!

Seguidores

pickedresses