É seguro treinar sozinho em casa? Confira dicas de como se manter ativo e fora de perigo durante a quarentena

18:56

Especialista do Hospital 9 de Julho explica a melhor forma de praticar atividades físicas dentro de casa e de evitar dores e lesões

Devido ao avanço do novo coronavírus, a recomendação do Ministério da Saúde é clara: fique em casa. Porém, cuidar da saúde sem deixar nossos lares pode se tornar um desafio. Sabemos que, para evitarmos gripes, resfriados e certas doenças, alguns hábitos devem ser colocados em prática. Segundo o Dr. Páblius Braga, médico do Centro de Medicina do Esporte do Hospital 9 de Julho, manter uma dieta balanceada, consumir bastante água e praticar exercícios físicos devem fazer parte de uma rotina saudável.

A prática de atividades físicas durante o período de quarentena é importante para que os músculos continuem ativos, além de auxiliar na digestão e circulação do sangue, por exemplo. "Os exercícios também podem ajudar na distração e motivação. Como a tendência é que fiquemos sentados ou deitados na maior parte do tempo, qualquer movimento conta", explica o médico.

Treino personalizado
Dr. Páblius aponta que nessa fase o importante é manter o corpo ativo com o que já era feito antes, e não se preocupar com a melhora de performance. Além de dores e lesões, um treino mais pesado pode mexer com a defesa do organismo, facilitando o desenvolvimento de viroses, por exemplo.

O especialista também alerta sobre os vídeos de exercícios físicos compartilhados em redes sociais. "Deve-se tomar muito cuidado com esse tipo de conteúdo postado na internet. Há muitos vídeos ensinando movimentos errados e alguns que não devem ser feitos sem o auxílio de um professor", completa.

O médico explica que, tanto na hora de escolher os exercícios, quanto no momento de executá-los, o ideal é ter sempre a ajuda de um profissional. As aulas online, por meio de plataformas de vídeo, podem ser uma alternativa para esse tipo de situação. Apesar de não ser igual a uma aula presencial, o profissional consegue orientar o aluno, checar se os movimentos estão corretos e indicar as atividades mais adequadas, personalizadas de acordo com a sua necessidade.

O acompanhamento médico também é fundamental para evitar a acentuação de condições já existentes, principalmente em idosos, diabéticos e para quem tem pressão alta.

Cuidados na hora do exercício
Para quem tem aparelhos e quer fazer os exercícios em casa, além dos cuidados já citados anteriormente, Dr. Páblius pede atenção para a manutenção desses equipamentos. "Algumas pessoas têm esteira, halteres ou bicicleta dentro de casa, então é sempre bom checar se eles não estão velhos ou com um parafuso solto, por exemplo, para evitar acidentes".

Outro ponto que deve ser levado em consideração é o ambiente escolhido para o treino. Tapetes, mesas e quinas de móveis também podem ser alvo de incidentes. A recomendação é que o local seja arejado e não limite seus movimentos, assim como as roupas indicadas para realizar as atividades. "É imprescindível estar com a vestimenta correta para praticar exercícios. Vestir mais roupas para queimar calorias é um método que, além de não funcionar, pode fazer mal. O certo é escolher peças frescas e que proporcionem mobilidade", finaliza o especialista.



Sobre o Hospital 9 de JulhoFundado em 1955, em São Paulo, o Hospital 9 de Julho é referência em medicina de alta complexidade com destaque para as áreas de Neurologia, Oncologia, Onco-hematologia, Gastroenterologia, Urologia, Trauma e Ortopedia.

Com cerca de 2,5 mil colaboradores e 5 mil médicos cadastrados, o hospital possui 470 leitos, sendo 102 leitos nas Unidades de Terapia Intensiva, Centro Cirúrgico com capacidade para até 22 cirurgias simultâneas, inclusive com duas salas híbridas (com equipamento de Hemodinâmica e Ressonância Magnética) e três para robótica, incluindo a Sala Inteligente, que permite a realização de cirurgias em sequência.

Além disso, oferece atendimento ambulatorial no Centro de Medicina Especializada com mais de 50 especialidades e 13 Centros de Referência: Centro de Dor e Neurocirurgia Funcional; Rim e Diabetes; Cálculo Renal; Cardiologia; Oncologia; Gastroenterologia; Controle de Peso, Infusão, Medicina do Exercício e do Esporte; Clínica da Mulher; Longevidade, Doenças Inflamatórias Intestinais (CDII) e Trauma.

O Hospital 9 de Julho pertence à Rede Ímpar que possui 7 hospitais nos estados de São Paulo (Hospital Santa Paula e H9J), Rio de Janeiro (Hospital São Lucas Copacabana e Complexo Hospitalar de Niterói - CHN) e Distrito Federal (Hospital Brasília, Maternidade Brasília e Hospital Águas Claras) e que se uniu à DASA, líder em medicina diagnóstica no Brasil e GSC Integradora de Saúde.

A instituição possui certificação internacional de qualidade, conferida pela maior acreditadora de qualidade do mundo, a Joint Commission International - JCI, desde 2012. Sua unidade de Transplante de Medula Óssea, atualmente, é a única no mundo com a linha de cuidado certificada pela JCI.

You Might Also Like

0 comentários

Só libero os comentários depois de lê-los.
Se tiverem alguma dúvida, perguntem que eu responderei por aqui mesmo!
Obrigada pela visita!

Seguidores

pickedresses