10 alimentos que a grávida não deve comer

20:31

Durante a gravidez é preciso ter cuidados especiais com a alimentação, pois diversos alimentos podem prejudicar o desenvolvimento do bebê e a saúde da gravidez.
Além de substâncias tóxicas como o álcool e o excesso de açúcar, alimentos como peixes crus e frutas e legumes mal lavados devem ser evitados, pois podem estar contaminados com micro-organismos que afetam o bebê.
Veja a seguir uma lista com os alimentos que devem ser evitados durante esta fase da vida.

1. Peixes crus e carnes mal passadas



Os peixes crus, como sushi, e as carnes mal passadas devem ser evitados porque podem estar contaminados com a bactéria listeria, que pode causar aborto e parto prematuro, ou com doenças como a cisticercose, que pode afetar o sistema nervoso e prejudicar o funcionamento do cérebro.


2. Ovos crus



Os ovos crus e mal passados devem ser evitados porque podem conter a bactéria salmonella, que pode causar diarreias graves, vômitos, febre e morte.
Por isso, também é importante evitar o consumo de sobremesas, molhos e temperos caseiros que usam ovos crus na receita, como a maionese caseira e o molho Caesar.

3. Leite não pasteurizado




Os leites não pasteurizados, como leites vindos diretamente de sítios ou de fazendas, devem ser evitados porque contêm elevado número de bactérias que causam infecções intestinais, diarreias e mal estar.
Assim, deve-se sempre consumir leites pasteurizados ou leite UHT, que passam por tratamentos em temperaturas elevadas para eliminar os micro-organismos que possam estar presentes no alimento.

4. Queijos pastosos e não pasteurizados





Queijos pastosos como brie, camembert, gorgonzola e danish blue, contêm muita água e podem ter a bactéria listeria, que pode causar dores de cabeça, tremores, convulsões e meningite, afetando também o sistema nervoso do bebê e, nos casos mais graves, levando à morte.


5. Frutas e legumes mal lavados




As frutas e os legumes mal lavados são fontes de contaminação da doença toxoplasmose, que pode causar aborto, parto prematuro, mal formações e morte do bebê.
Assim, todos os vegetais devem ser bem lavados antes do consumo, e deve-se evitar ingerir vegetais crus fora de casa.

6. Atum em lata




Peixes como atum, cavala, peixe-espada, cação e garoupa devem ser evitados durante a gravidez porque contêm elevados níveis de mercúrio, metal que pode prejudicar o desenvolvimento adequado do sistema nervoso do feto.
Por isso, deve-se preferir peixes como sardinha, truta, arenque, pescada, cavalinha e atum de viveiro, pois são mais seguros para a saúde da grávida e do bebê.

7. Café



Alguns estudos mostram que o excesso de cafeína pode causar abortos, e por isso recomenda-se que mulheres grávidas consumam no máximo 300 mg de cafeína por dia, o que equivale a 2 ou 3 xícaras de café.

8. Alimentos com cafeína



Para evitar o excesso de cafeína, alimentos que contenham essa substância também devem ser evitados pelas grávidas, como refrigerantes do tipo cola, chá verde, chá preto e chá mate.

9. Adoçantes



Apesar de maior parte dos adoçantes serem seguros para a saúde, as grávidas devem evitar adoçantes artificiais, como ciclamato e aspartame, preferindo adoçantes naturais à base de sucralose ou estévia, que são seguros para o bebê mesmo em quantidades elevadas.

10. Bebidas alcoólicas



As bebidas alcoólicas devem ser evitadas porque o álcool se acumula no organismo do feto, que não tem a capacidade de eliminar essa substância do corpo, podendo causar parto prematuro, atraso no crescimento e malformações cardíacas.

You Might Also Like

0 comentários

Só libero os comentários depois de lê-los.
Se tiverem alguma dúvida, perguntem que eu responderei por aqui mesmo!
Obrigada pela visita!

Seguidores

pickedresses