16 de outubro é o Dia Mundial do Pão. Pães industrializados estão em 80% dos lares brasileiros e o café da manhã é o principal momento de consumo

13:49

Dados são de pesquisa da Kantar WorldPanel, encomendada pela ABIMAPI, sobre os hábitos de consumo do produto no país


No próximo dia 16 de outubro é celebrado o Dia Mundial do Pão e para marcar a data e a importância de um dos alimentos mais antigos do mundo, a ABIMAPI (Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados), divulga os dados da terceira edição da pesquisa sobre hábitos de consumo de pães, realizada pela consultoria Kantar WorldPanel.
De acordo com o estudo, os pães industrializados (forma branco e integral, com grãos, de hambúrguer, bisnaguinhas entre diversos outros tipos) estão presentes em 80% dos lares brasileiros e faz parte de quase 25% de todas as ocasiões de consumo (refeições e lanches) durante o dia. O destaque é para o café da manhã, momento em que o produto se apresenta em 67,3% das vezes. Na sequência, vem o lanche da tarde, com 26,7%. Os frios (presunto e queijo), seguidos de requeijão, estão entre os acompanhamentos preferidos em ambas as ocasiões.
A categoria de pão industrializado - que em 2018 totalizou 401,2 mil toneladas em vendas, segundo dados da ABIMAPI - respondem por 18,4% do total de pães comercializados no Brasil. Esse percentual vem crescendo ano a ano, de acordo com a pesquisa Kantar. Em 2017, foi de 12,5% e em 2016, de 10,4%.
Os pães fatiados brancos – também conhecidos como pães de forma – lideram a preferência e representam 13,6% do volume de vendas de pães totalizando 54,5 mil toneladas. Em seguida aparecem os especiais, com 4,9% de share (19,6 mil toneladas) e as bisnaguinhas, com 2% (8 mil toneladas).
Os pães industrializados têm maior penetração nas classes A/B1 (21,2%) e B2 (14,9%) mas se percebe um aumento de compra por parte da classe C. Pães especiais e light estão concentrados em compradores mais velhos e de classes com poder aquisitivo mais altas.
No ranking nacional de produtos comercializados, a Grande São Paulo apresentou o maior índice de compra, sendo responsável por 18,3% do consumo de pães industrializados; em seguida aparecem Sul (18,2%), Leste e Interior do Rio de Janeiro (16,8%), Interior de São Paulo (15,9%), Norte e Nordeste (12,5%), Grande Rio de Janeiro (12,1%), e Centro-Oeste (6,1%).
De acordo com Claudio Zanão, presidente da ABIMAPI, "o pão industrializado é uma opção nutritiva, saborosa e muito prática de alimento, que ocupa um papel cada vez mais importante na vida corrida de hoje. Atentos a isso, os fabricantes estão ampliando sua gama de produtos para focar nas diferentes necessidades das famílias e atender desde os consumidores que buscam saudabilidade até aqueles que se orientam pelo preço e quantidade das porções", diz.
A pesquisa da Kantar WorldPanel analisou, durante o ano de 2018, uma mostra de 11.300 lares que retratam um universo de 53 milhões de famílias espalhadas por sete macrorregiões.

You Might Also Like

0 comentários

Só libero os comentários depois de lê-los.
Se tiverem alguma dúvida, perguntem que eu responderei por aqui mesmo!
Obrigada pela visita!

Seguidores

Hurb